O que é EMDR e como ele pode me ajudar?

 

Você alguma vez já viu a sigla EMDR e se perguntou o que significa? Talvez seja a primeira vez que você esteja vendo esta sigla. Seja qual for o seu caso, eu gostaria de te explicar o que é EMDR e como ele pode ajudar você. 

 

O que é EMDR?

Quando vivenciamos um trauma, este evento sobrecarrega nosso cérebro, tornando-nos incapazes de lidar com o evento de modo natural dada a intensidade. O cérebro, então, armazena essas memórias de maneira não saudável. A memória se torna “congelada”, o que dificulta lidar com o trauma. Quando o cérebro não processa o evento traumático, nós revivemos os pensamentos, emoções, sentimentos e dores psicossomáticas trazidos deste trauma em outras situações posteriores, mesmo após muitos anos, pois o cérebro ainda interpreta estes outros eventos como sinal de perigo e dispara as mesmas reações corporais. Isto ocorre repedidas vezez até que o trauma original seja reprocessado e armazenado de forma apropriada pelo cérebro.

 

Uma acadêmica americana chamada Shapiro inventou a abordagem EMDR (sigla que em português significa “Dessensibilização e Reprocessamento via Movimentos Oculares”) baseada na ideia de que o nosso cérebro tem a capacidade de autocura em casos de intensa situação perturbadora. O EMDR utiliza estimulação bilateral similar ao do sono REM para ajudar o cérebro a reprocessar eventos traumáticos ou pertubadores e armazená-los de forma saudável e adaptativa. A estimulação bilateral pode ser feita com recursos visuais, auditivos ou táteis. O objetivo do reprocessamento é fazer com que a memória se torne menos intensa e dolorida, assim como diminuir os sintomas causados pelo trauma (ansiedade, medo, depressão, raiva, entre outros). Desta maneira, o paciente não precisa mais ser escravo de seu passado. 

 

O EMDR pode ser usado para tratar: 

 

  • Transtorno de estresse pós traumático (estresse que ocorre após um forte evento traumático, como um assalto, um acidente de carro, etc)

  • Abuso físico, emocional e sexual

  • Ansiedade

  • Luto

  • Fobias

  • Compulsão Alimentar

  • Baixa auto-estima

  • Dores físicas psicossomáticas 

Como o EMDR pode me ajudar?

 

O EMDR pode ajudar a reprocessar uma memória traumática ou perturbadora ... Vale a pena lembrar que o EMDR não será capaz de “apagar” a memória, porém pode auxiliar a desbloquear a rede de memórias associativas do cérebro para que você possa iniciar o seu processo de cura desenvolvendo maneiras mais saudáveis de lidar com pensamentos, sentimentos e emoções causados pelo trauma. O terapeuta EMDR pode, também, auxiliar na criação de estratégias adaptativas para lidar com situações desconfortáveis ou estressantes que possam surgir no futuro. 

 

Todos nós estamos sujeitos a vivenciar algo traumático ou que nos traga algum elevado grau de perturbação, situações que podem nos impactar em múltiplas áreas. O EMDR pode ajudar a reprocessar estas memórias para que o seu cérebro possa armazená-las de forma saudável. Logo, pode reduzir drasticamente emoções resultantes de traumas, como ansiedade, depressão, raiva, medo e outras. Muitos pesquisadores ao redor do mundo realizaram diversas pesquisas e concluíram que o EMDR é um método efetivo quando utilizado por um terapeuta treinado.

 

Um trauma não precisa te causar dor, desconforto ou sensações desagradáveis pelo resto da vida.

É importante que você trilhe o caminho necessário para retomar o controle da sua vida e seu pleno potencial enquanto ser humano.  

Voltar